Diretor da Aliança destaca grandiosidade do Maior São João do Mundo

O atual modelo de gestão do Maior São João do Mundo, por meio de parceria público-privada, efetivado desde o ano passado, entre a Prefeitura Municipal de Campina Grande e a Aliança Comunicação e Cultura, tem facilitado a captação de patrocínios para o evento. A informação foi repassada pelo empresário Luiz Otávio Vieira, executivo da Aliança, em entrevista à Campina FM, no início da tarde desta sexta-feira (04).

De acordo com Tavinho, que fez questão de destacar a ousadia do prefeito Romero Rodrigues em investir na parceria, o novo modelo deu segurança aos patrocinadores, que entendem que não cabe ao poder público a gestão de eventos.

O Maior São João do Mundo 2018 só terá início na noite do próximo dia 01 de junho, mas conforme Luiz Otávio, sua preparação começou no início do ano, logo após a renovação do contrato de parceria entre a Prefeitura e a Aliança, numa demonstração da responsabilidade e compromisso da empresa gestora para com o evento que comemora 35 anos e que é o cartão de visita da Paraíba, para o resto do mundo, no turismo de eventos.

– Um evento dessa natureza e desse tamanho, exige da gente um esforço e uma responsabilidade muito grandes, em varias frentes. Após a renovação do contrato a gente montou uma força tarefa para formatar o São João de Campina Grande no Brasil inteiro, para que, em função do êxito registrado em 2017, fossemos buscar novos parceiros e manter o que já temos – frisou o diretor da Aliança.

Programação – Questionado sobre as mudanças implementadas na grade de programação para este ano, Luiz Otávio frisou que tudo foi feito com base nas sugestões e críticas recebidas no ano passado e sempre buscando atender aos mais variados gostos do público que frequenta o Parque do Povo.

Segundo ele, um evento desse porte precisa apresentar uma grade de programação diferenciada a cada ano.

– Aprendemos com a experiência do ano passado e entendemos que a crítica é algo positivo. Conseguimos trazer novas atrações, porque é preciso trazer uma grade diferenciada a cada ano. Enfim, este é um ano de aprimoramento – relatou Luiz Otávio.

O responsável pela Aliança voltou a destacar que um evento do porte do Maior São João do Mundo precisa atrair público, porque isso movimenta a economia e garante a captação de patrocínios.

No entanto, frisou que a cultura regional nordestina está sendo valorizada de forma muito expressiva não só no Parque do Povo, como também nos distritos, sobretudo com a participação dos trios de forró e dos artistas locais, anunciando mais de 300 apresentações de trios de forró.

Geração de emprego – sobre o tema, Luiz Otávio informou que desde a assinatura do contrato, existe uma média de mil pessoas trabalhando direta e indiretamente na produção do evento, entre montadores, equipes administrativas, captadores de eventos e produtores.

Ressaltando que O Maior São João do Mundo é um evento de porte internacional e que é preciso antecipação e trabalho contínuo para fazer de cada edição um evento que atraia ainda mais turistas e efetivamente movimente a economia.

Preparativos – O empresário ainda acompanhou pessoalmente a montagem da estrutura para realizar a 35ª edição do Maior São João do Mundo, juntamente com o empresário da Medow Promo, Jomário Souto.

Verificando que a montagem já está em fase de conclusão, inclusive com a decoração temática alusiva a Copa do Mundo.

News Reporter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *